Quem é Tarcísio do Acordeon, dono da música mais tocada na virada do ano
11/01/2021 18:12 em Música

 Tarcísio do Acordeon

Segundo a plataforma de streaming Deezer, a música mais tocada durante a virada do ano foi "Meia Noite (Você Tem Meu WhatsApp)", cantada na voz de Tarcísio do Acordeon 

 Tarcísio, cearense de Campos Sales, cidade do interior que fica a cerca de 500 km da capital Fortaleza, conversou com Splash e disse ainda não acreditar no sucesso estrondoso da música que tem composição de Zé Malhado e um nome bem sugestivo para se ouvir na virada, diz aí?!

É uma coisa de Deus. Essa música já tinha sido interpretada por vários músicos. Coloquei no repertório quase que para preencher espaço e deu no que deu. Não esperava essa explosão.

Tarcísio do Acordeon

Por conta da pandemia do novo coronavírus e das medidas de distanciamento social, Tarcísio diz que não teve a oportunidade de saber a dimensão do seu sucesso.

Só percebi que a coisa está grande pelos números nas redes sociais e streamings, que dispararam quando o Wesley Safadão cantou minha música

Para um músico, o grande troféu é ver sua música na boca do povo. Ainda não tive chance de rodar o Brasil e ter a dimensão disso tudo. Estou louco para ter contato com o público.

Tarcísio do Acordeon

Cria da roça e filho de músico

Tarcisio de Lima Souza, 27, é daqueles casos em que a música está na veia. Filho de cantor de forró, ele conta que aprendeu a tocar violão aos oito anos, e aos 12 já subia nos palcos da vida.

Como você deve ter imaginado, o nome artístico Tarcísio do Acordeon vem da relação dele com o instrumento que ganhou fama no nordeste brasileiro e é presença certa nos grupos de forró

 O músico passou a infância na "roça" e, na adolescência, passava "temporadas" com o pai em São Paulo para tentar ganhar um dinheiro a mais.

Antes de fazer sucesso na frente dos palcos, ele integrou bandas de cantores famosos. Tarcísio não cita nomes, mas reclama da desvalorização da "cozinha"

2021, um ano ainda melhor para o forró

2020 foi o ano do forró e seus derivados —como o piseiro. Com expoentes como Os Barões da Pisadinha, o ritmo invadiu as casas de todo o Brasil —enquanto elas estiveram abertas— e dominou as paradas musicais nas plataformas de streaming

 Para Tarcísio, muito desse sucesso se deve a versões mais "light" das composições e uma identificação do público com as histórias narradas nas músicas. O cantor acredita que o fenômeno não será uma brisa passageira.

Acho que nos últimos anos tinha muita música com putaria. Isso afasta o público. Hoje, você vê mais letras falando de amor, de sofrência.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE